Covid-19 tira a vida de Maguito Vilela, prefeito de Goiânia

Maguito foi governador de Goiás e senador. Foto: Reprodução – Redes sociais

O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), faleceu, nesta quarta-feira (13), aos 71 anos, por conta de complicações causadas pela Covid-19.

Ele estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 22 de outubro para tratar a Covid-19 e se recuperou da doença, mas desenvolveu uma infecção pulmonar, que foi diagnosticada na semana passada.

Seu corpo será levado de São Paulo para Goiás e seu sepultamento acontecerá em Jataí, sua terra natal.

Seu filho, o ex-deputado federal Daniel Vilela, publicou um texto afirmando que Maguito era seu “maior exemplo e minha maior referência”.

“Não consigo não ser egoísta nesse momento. Queria ele ainda por muitos anos com a gente. Nessas horas ficamos pensando se poderia ter sido diferente”, disse Daniel, que comandou a campanha eleitoral de seu pai enquanto ele estava no hospital.

imagem13-01-2021-20-01-02O ex-governador recebeu a notícia de que havia sido eleito prefeito quando estava hospitalizado na UTI. Foto: Reprodução

Durante a pandemia, Maguito Vilela perdeu duas irmãs para o coronavírus. Nelma, de 76 anos, e Nelita, de 82 anos, faleceram em agosto.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que Vilela foi “um dos líderes mais experientes que já tive a chance de conhecer”. Também foi decretado luto por três dias na Câmara.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), declarou luto oficial de três dias pelo falecimento de Maguito Vilela.

Em nota, o governador afirmou que Vilela “realçou a prática da boa política. Ganhou e perdeu sempre com dignidade e em respeito às regras democráticas. Superou os momentos de maior adversidade mantendo o equilíbrio ao ocupar os cargos com destaque e ao priorizar ações em benefício do povo que governou”.

Maguito Vilela foi eleito vereador de Jataí em 1976. Desde então, já foi deputado estadual, federal e constituinte, vice-governador, governador e senador por Goiás.

Ele foi infectado pelo coronavírus durante a disputa eleitoral do ano passado. Mesmo internado, venceu com 52,6% dos votos contra o bolsonarista Vanderlan Cardoso no segundo turno.

Fonte: horadopovo.com.br/covid-19-tira-a-vida-de-maguito-vilela-prefeito-de-goiania