CPI ouve representante da Davati sobre pedido de propina na vacina ASSISTA – Hora do Povo

Foto: Jefferson Rudy – Agência Senado

A CPI da Pandemia ouve na manhã desta quinta-feira (15) o procurador da empresa Davati Medical Supply no Brasil, Cristiano Carvalho.

O depoimento dele tratará de investigações sobre o caso de pedido de propinas envolvendo compra de vacinas AstraZeneca.

O depoimento dele foi pedido pelo senador  Humberto Costa (PT-PE), que citou  reportagem do jornal Folha de S.Paulo de 29 de junho, dando conta que o ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, condicionou fazer negócio com a Davati em troca de propinas no valor de U$ 1 por dose de vacina. Para o senador, a denúncia é “gravíssima” e precisa ser mais investigada. 

Segundo o senador, ao que tudo indica, a empresa não tinha condições de vender 400 milhões de doses de imunizante, como se propôs. 

A CPI também quer saber por que Cristiano usou o vendedor Luiz Paulo Dominguetti, que depôs à CPI, contra o ex-diretor de Logística do ministério, Roberto Dias, e o deputado Luis Miranda (DEM-DF).

Antes de começar a reunião, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) falou sobre a expectativa em relação ao depoimento de Cristiano Carvalho e sobre requerimentos de convocação que devem ser analisados pela coomissão.

Contarato ainda afirmou que a CPI, prorrogada por 90 dias, entra em nova fase, com a busca de provas de natureza objetiva sobre os fatos já apurados pelos senadores.

Com informações da Agência Senado

Fonte: horadopovo.com.br/cpi-ouve-representante-da-davati-sobre-pedido-de-propina-na-vacina-assista