Empresária rebate Bolsonaro: "se combater desigualdades é ser socialista, então sou" – Hora do Povo

Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza. Foto: Reprodução – Linkedin

Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, também afirmou que nunca se encontrou com ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

A empresária Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, rebateu durante entrevista coletiva na Assembleia Legislativa da Paraíba, na segunda-feira (21), declaração de Bolsonaro que teria associado a queda nas ações da empresa dela a suposto apoio ao ex-presidente Lula nas eleições e também porque ela seria “socialista”.

Bolsonaro é tão atrasado politicamente que qualquer um que não seja reacionário, para ele é socialista, ainda que o presidente não domine conceitos, ainda que rudimentarmente.

Além disso, a empresária afirmou que “se enfrentar a desigualdade é ser socialista, então eu sou socialista”. Ela também informou que não recebeu nenhum político para conversar sobre possível candidatura presidencial como vice.

ENTENDA

Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (22), a apoiadores na frente do Palácio do Planalto, que “empresária socialista” perdeu R$ 30 bilhões em valor de mercado ao declarar seu apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ainda que o chefe do Executivo não tenha citado nomes, a referência foi direcionada a Luiza Trajano. Em intervalo de 1 ano, a empresa perdeu quase metade do valor de mercado na Bolsa de Valores. Luiza Trajano, no entanto, desmentiu que tenha apoiado qualquer vínculo com o petista.

“Eu não tenho o que falar. Eu nunca estive com o presidente Lula, nunca fui convidada para ser vice [presidente]. Eu estou em todos os jornais como convidada por todos os partidos para ser vice. Porque parece que precisa de uma mulher, o perfil é uma mulher [para o cargo]”, explicou. 

Diante da controvérsia sobre a orientação ou posicionamento político dela, Trajano esclareceu. “[…] Eu acho que a desigualdade deve ser combatida. Se isso é ser socialista, então eu sou socialista. Sou empresária e sou a favor da distribuição de renda. Nunca me filiei a nenhum partido. Não recebi nenhum político formalmente”, pontuou.

Fonte: horadopovo.com.br/empresaria-rebate-bolsonaro-se-combater-desigualdades-e-ser-socialista-entao-sou