FHC defende PSDB nos atos de 2 de outubro e frente ampla contra Bolsonaro

Ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso. Foto: Agência Brasil

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso defendeu a formação de uma “frente ampla” para defender a democracia e disse que o PSDB deveria participar da manifestação pelo impeachment de Bolsonaro que está sendo convocada para o dia 2 de outubro.

“Não importa quem convoque. Havendo uma convocação que seja possível de participar, dizer o que pensa, é bom”, afirmou FHC.

Para ele, “é bom que se crie uma frente ampla. Que haja diversidade de opiniões, mas que sejam todas a favor da democracia”.

O ex-presidente da República disse que o PSDB deve participar das manifestações do lado do PT, inclusive.

“Eu não discrimino [o PT]. O PT não é intrinsecamente contra a democracia. Nunca foi. O governo do PT muitas vezes dava a sensação de [ser]. Mas não há um sentimento genuíno do PT de ser contra a diversidade de opiniões”, apontou.

O PSDB de São Paulo já anunciou que vai participar da manifestação do dia 2 de outubro, na Avenida Paulista. O partido também compôs os atos anteriores na cidade. Na sexta-feira (24), o PSDB participou de uma reunião para organizar o ato junto com PSB, PDT, PCdoB, PT, Rede, PV e Cidadania.

FHC avalia que “é difícil” que Jair Bolsonaro tente dar um golpe de Estado, ainda que seja essa a sua vontade. “Mesmo que ele queira, é difícil dar golpe no Brasil”, falou.

“Não conheço Bolsonaro, nunca o vi na vida, nem desejo. Mas acho que tem uma mentalidade simplista. Mesmo que tenha essa ideia não vai conseguir. Se não tiver um programa que contemple a maioria da população é difícil que a coisa avance”.

Fonte: horadopovo.com.br/fhc-defende-psdb-nos-atos-de-2-de-outubro-e-frente-ampla-contra-bolsonaro