Fundações partidárias dão todo apoio à CPI da Pandemia e denunciam sabotagem de Bolsonaro

CPI da Pandemia começou a funcionar na terça-feira (4). Depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Foto: Pedro França – Agência Senado

O Observatório da Democracia, articulação que reúne 9 fundações partidárias e mais o Instituto Cláudio Campos, em manifesto, declarou apoio à CPI da Pandemia e denunciou as políticas negacionistas e pró-vírus de Jair Bolsonaro.

As fundações manifestaram “seu decidido apoio à investigação das causas desse verdadeiro genocídio que se pratica contra o povo brasileiro a fim de estabelecer as responsabilidades para instruir as punições cabíveis e assim se possa deter essa escalada da morte”.

As fundações do Cidadania, PDT, PSB, PCdoB, Rede, PROS, PT, PSol, PV e o Instituto Cláudio Campos afirmam que a tentativa do governo Bolsonaro de sabotar os trabalhos da CPI “auto-denuncia sua responsabilidade nessa tragédia”.

O documento afirma que Bolsonaro agiu a favor do vírus ao sabotar as medidas de distanciamento social, atrasar a compra de vacinas e atacar o principal fornecedor de imunizantes, a China.

“As cifras não mentem: por que o Brasil, que tem apenas 2,7% da população do mundo, chegou, no mês de abril, a superar várias vezes os 20% do número mundial diário de mortes, tendo, inclusive, batido na marca dos 33%?”, questiona o Observatório.

“Isso se deve, claramente, à ação consciente do presidente Bolsonaro. Com a lorota de que se deveria esperar alcançar a ‘imunidade de rebanho’, sabotou todas as medidas, inclusive as promovidas por seus próprios ministros da Saúde, para bloquear a transmissão do vírus assassino”, diz o documento.

“Primeiro, movidos pelo obscurantismo, negaram a existência da doença e as recomendações da OMS e da ciência para seu enfrentamento. (…) Para agravar a situação, sabotaram abertamente todo o esforço de testagem massiva e distanciamento físico praticado por todos os governos responsáveis”, continuou.

“O governo, conscientemente, deixou de tomar as providências essenciais para o estabelecimento de parcerias com os laboratórios e deixou de contratar, na hora certa, as vacinas oferecidas por eles”.

“Em mais uma de suas fake news, [Jair Bolsonaro] agrediu a China, ao atribuir a origem do coronavírus, sem qualquer fundamento científico, a uma suposta guerra biológica por parte da China”.

“Esses fatos devem ser esclarecidos pela investigação da CPI. É por isso que Bolsonaro, que sabotou o enfrentamento eficaz da pandemia, agora usa seu poder de pressão e sua tropa de choque no Senado para tentar sabotar a CPI”, completa o documento.

Leia aqui o manifesto na íntegra

Fonte: horadopovo.com.br/fundacoes-partidarias-dao-todo-apoio-a-cpi-da-pandemia-e-denunciam-sabotagem-de-bolsonaro