Humans Right Watch: “Bolsonaro sabotou o combate à Covid-19”

Além de desinformar a população dizendo que a Covid-19 era uma “gripezinha” e receitar cloroquina, Bolsonaro causou aglomerações e estimulou as pessoas a se infectarem. Foto: Reprodução

“E deu sinal verde às redes criminosas que operam no desmatamento ilegal da Amazônia”

A Humans Right Watch divulgou na quarta-feira (13) um relatório afirmando que “Jair Bolsonaro tentou sabotar as medidas de saúde pública destinadas a conter a propagação da pandemia de Covid-19”.

A Humans Right Watch é uma organização não governamental que defende e realiza pesquisas sobre os direitos humanos no mundo todo.

“O presidente Bolsonaro minimizou a Covid-19, a qual chamou de  ‘gripezinha’; recusou-se a adotar medidas para proteger a si mesmo e as pessoas ao seu redor; disseminou informações equivocadas; e tentou impedir os governos estaduais de imporem medidas de distanciamento social”, diz o relatório.

A Humans Right Watch cita ainda que o governo Bolsonaro “tentou restringir a publicação de dados sobre a Covid-19”.

A entidade lembrou da demissão de Luiz Henrique Mandetta, no começo da pandemia, por ele “defender as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS)” e que seu sucessor, Nelson Teich, “deixou o cargo no Ministério em razão da defesa do presidente de um remédio sem eficácia comprovada para tratar a Covid-19”.

O documento registra que “o Supremo Tribunal Federal (STF), o Congresso e governadores defenderam políticas para proteger os brasileiros da doença”.

O relatório é produzido anualmente pela entidade, que observa o cumprimento das políticas referentes aos Direitos Humanos em diversos países do mundo.

O relatório da entidade tem 761 páginas e aponta que Bolsonaro disseminou informações erradas, entre outras violações aos direitos humanos. “O governo Bolsonaro promoveu políticas contrárias aos direitos das mulheres e das pessoas com deficiência, enfraqueceu a aplicação da lei ambiental e deu sinal verde às redes criminosas que operam no desmatamento ilegal da Amazônia”, afirma a organização no documento.

Fonte: horadopovo.com.br/humans-rigth-watch-bolsonaro-sabotou-o-combate-a-covid-19