Senadores da CPI da Covid-19 estudam pedir quebra de sigilo de Wajngarten

O ex-chefe da Secom de Bolsonaro, Fabio Wajngarten. Foto: Alan Santos – PR

Os senadores que lideram as investigações da CPI da Pandemia estão estudando apresentar um requerimento para a quebra dos sigilos telefônico e dos e-mails do ex-secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten.

O presidente da Comissão, Omar Aziz (PSD-AM), realizou uma reunião com o vice-presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), o relator, Renan Calheiros (MDB-AL) e dois membros da investigação para pensar os próximos passos das investigações.

Os senadores acreditam que Wajngarten deve esclarecer porque atuou na negociação da compra de vacinas da Pfizer no ano passado – operação que foi vetada por Jair Bolsonaro.

Fabio Wajngarten foi convocado para depor no dia 22 na condição de suspeito de ter feito lobby para a farmacêutica.

Os três senadores conversaram com os demais membros da Comissão que não são da base governista, que concordaram e devem aprovar o requerimento que será apresentado.

Em entrevista à revista Veja, o ex-secretário de Comunicação Social da Presidência tentou limpar a barra de Jair Bolsonaro e passar toda a culpa pelo atraso na compra das vacinas para o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Segundo ele, a culpa é da  “incompetência” e “ineficiência” de Pazuello.

Ainda assim, por estar fora do governo, seu depoimento preocupa Bolsonaro.

Pazuello, por sua vez, está fazendo o que pode para fugir da CPI. Ele já inventou que está com suspeita de Covid e conseguiu adiar em duas semanas seu depoimento.

Fonte: horadopovo.com.br/senadores-da-cpi-da-covid-19-estudam-pedir-quebra-de-sigilo-de-wajngarten