Prefeitura investiga possíveis imóveis abandonados no Torquato Neto para abrigar famílias atingidas pela chuva

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira, declarou, nesta sexta-feira (7), que a Prefeitura de Teresina está fazendo um levantamento das unidades habitacionais abandonadas na cidade, especialmente na região do Torquato Neto, zona sul.

Segundo o secretário, a determinação do prefeito Doutor Pessoa é que os imóveis abandonados, provenientes de programas habitacionais, sejam remanejados para famílias em situação de desabrigo.
O secretário Edmilson Ferreira, que também é coordenador do Comitê Emergencial de Ações de Combate aos Alagamentos, informou que, de acordo com o último boletim da Defesa Civil, atualmente temos 424 famílias desabrigadas em Teresina por causa das chuvas.

“Nós estamos buscando diversas alternativas. Essas famílias desabrigadas estão sendo encaminhadas para o projeto Cidade Solidária, que contempla o Aluguel Social e o Programa Família Acolhedora, e também estão sendo alojadas em abrigos provisórios como ginásios de escolas. Essas famílias estão recebendo cestas básicas, kits de higiene e demais materiais necessários para atravessar esse momento difícil. O prefeito Doutor Pessoa está bastante preocupado com essa situação, até porque com a continuidade do período chuvoso, o número de famílias desabrigadas tende a aumentar em Teresina. Por isso, estamos buscando diversas alternativas para solucionar o problema de forma definitiva”, enfatizou o secretário.

O gestor destacou que os apartamentos e casas do Loteamento Parque Brasil não estão desocupados. “Todas as moradias do Parque Brasil já têm dono e mesmo que haja algum abandono, existe uma lista de espera para esses imóveis e ainda um perfil a ser seguido. Então, o prefeito iniciou um diálogo com a Caixa Econômica Federal para avaliar outros imóveis, de outros programas habitacionais, anteriores ao Loteamento do Parque Brasil, para verificar se existe situação de abandono. Caso exista a determinação é que a gente ocupe esses imóveis com as famílias desabrigadas”, destacou.

Fotos: Ascom/Semduh

Outra alternativa que está sendo viabilizada pela Prefeitura de Teresina é o mapeamento de terrenos municipais para a construção de residências. Atualmente as equipes já mapearam três terrenos e agora a Prefeitura busca recursos junto ao governo federal para iniciar a construção dessas moradias.

“As assistentes sociais da Prefeitura de Teresina estão monitorando todas as famílias atendidas neste momento. As casas que queremos construir serão destinadas a essas famílias em situação de desabrigo. O prefeito está muito preocupado com essa situação e temos feito reuniões diárias, no início e no final do dia, para averiguar as ações que têm sido feitas e dar novos encaminhamentos”, afirmou o secretário.