Presidente do Inep pede demissão a quatro meses do Enem

Foto: Divulgação

O Inep viveu uma crise no final do ano passado diante das revelações de intervenções do governo no conteúdo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

Danilo Dupas, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), pediu demissão e vai deixar o cargo, a quatro meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de acordo com informação de Victor Godoy, ministro da Educação, nesta quarta-feira (27).

Godoy afirmou nas redes sociais que a saída ocorreu “por motivos pessoais e a pedido”. “Agradeço por todo o trabalho realizado neste período, que trouxe avanços importantes para a autarquia”, escreveu o ministro.

O ex-presidente da instituição ainda não se pronunciou sobre a saída do cargo.

Intervenção no conteúdo do Enem

O ministro Walton Alencar Rodrigues, do Tribunal de Contas da União (TCU), rejeitou em novembro do ano passado, um pedido de partidos de oposição pelo afastamento de Danilo Dupas Ribeiro. O Inep vivia uma crise diante das revelações de intervenções do governo no conteúdo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

A solicitação de afastamento do presidente do Inep foi feita por líderes de partidos de oposição após as denúncias de que o governo Bolsonaro está interferindo no conteúdo do Enem 2021. 37 servidores da instituição pediram exoneração nos últimos dias em razão da condução do instituto que está sendo feita por Dupas.

“Quanto ao afastamento cautelar do presidente do Inep, não há nos autos, até o momento, indícios de que, prosseguindo no exercício de suas funções, ele possa: retardar ou dificultar auditoria ou inspeção deste Tribunal; causar novos danos ao Erário; ou inviabilizar seu ressarcimento”, afirmou Rodrigues na decisão. A Polícia Federal já havia negado semelhante pedido.

Moreno assume

O diretor Carlos Moreno será nomeado presidente interino da instituição a partir de 1º de agosto, “garantindo a continuidade dos exames e avaliações fundamentais para toda a sociedade brasileira”, avisou o ministro.

Moreno atua como diretor de Estatísticas Educacionais no órgão.

Fonte: Revista Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.