Salvador monta estratégia para imunizar crianças de 5 a 11 anos – Toda Bahia

Da Redação

Com a inclusão de crianças entre 5 a 11 anos de idade no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, Salvador iniciará as aplicações dos imunizantes para este público ainda este mês, a partir do envio de vacinas pelo Ministério da Saúde. O prefeito Bruno Reis explicou, nesta segunda-feira (10), todos os detalhes de como será feita a estratégia na capital baiana, que possui 149.214 pessoas cadastradas nessa faixa etária.

Em relação à vacinação Infantil, o prefeito reiterou a recomendação para que todas as crianças sejam imunizadas e reforçou que, no que depender do poder público, todo o público-alvo será beneficiado. “Para os pais que desejarem vacinar seus filhos de 5 a 11 anos, a Prefeitura está preparada e recomenda a ação. A vacina tem cumprido o seu papel. A Bahia tem hoje mais de 400 casos ativos. Atualmente há muitas pessoas com sintomas, mas um número muito baixo de demanda de internação”.

A vacinação será realizada com o imunizante da Pfizer (Comirnaty), autorizado para aplicação no público infantil pela Agência Nacional Vigilância Sanitária (Anvisa), com o intervalo de oito semanas entre a primeira e a segunda dose. A dose das crianças é menor que a dos adultos, mas tem a mesma eficácia, conforme demonstrado por estudos já publicados.

A vacina possui composição específica para a faixa etária de 5 a 11 anos. Conforme preconizado, as doses não serão administradas junto com outras vacinas do calendário infantil, sendo recomendado, por precaução, um intervalo de 15 dias.

Dia da Criança

Com o tema “Dia da Criança é Dia de Vacina”, a proposta da Prefeitura para a vacinação infantil é criar um ambiente lúdico na tentativa de dirimir dúvidas e receios de país a respeito da vacinação infantil, proporcionando ações que possam ser atrativas para toda a família. “Nossa meta para o Dia da Criança é imunizar pelo menos 60 mil crianças”, declarou a sanitarista e integrante do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública da SMS, Ana Paula Pitanga.

Serão mais de 65 pontos espalhados pela cidade, a exemplos de shoppings, praças, Parque da Cidade (Itaigara) e drive-thrus, entre outros, funcionando das 8h às 18h. Para ter acesso à dose, a criança deve ter o nome no site da Secretaria Municipal da Saúde e os pais devem preencher declaração autorizando a vacinação dos filhos. Será necessário levar a declaração, original e cópia do cartão de vacina e do documento de identificação da criança a ser vacinada, assim como do pai ou da mãe que fez a declaração.

A ação será realizada por profissionais treinados para atendimento a crianças. Além disso, haverá iniciativas para tornar o momento da vacinação mais lúdico e atrativo para os pequenos. Para isso, a Prefeitura terá apoio do Le Cirque, programa Ruas de Lazer, da Diretoria Geral de Esportes da Sempre, e do DJ Anderson Martins.

Números

Com 99% do público-alvo vacinado com a primeira dose, Salvador possui 90% de vacinados com a segunda dose e 25% imunizados com a dose de reforço. “Isso faz com que, mesmo infectadas, as pessoas demandem menos internação em leitos de UTI. Hoje 85% dos internados são pessoas que não completaram o ciclo vacinal, com uma demanda maior de pacientes oriundos de cidades do interior do estado. Por conta disso, estamos ampliando os serviços, aumentando leitos de UTI, reativando os gripários e ações afins”, reiterou o prefeito Bruno Reis.

Fonte: todabahia.com.br/salvador-monta-estrategia-para-imunizar-criancas-de-5-a-11-anos