São Paulo exigirá passaporte da vacina, com duas doses, em todos estabelecimentos – Rede Brasil Atual

São Paulo – A prefeitura da cidade de São Paulo anunciou que passará a exigir comprovante de vacinação contra a covid-19, o chamado passaporte da vacina, para todos os eventos realizados na capital paulista e não somente àqueles com mais de 500 pessoas. Agora será exigida a comprovação de ao menos duas doses do imunizante já a partir desta sexta-feira (7). A mudança foi confirmada em um decreto municipal publicado no Diário Oficial e a decisão foi tomada após o aumento dos casos de contaminação pela variante ômicron na capital e do de rua de 2022.

O secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, explicou, por meio de nota oficial, que o passaporte enquanto o número de novos casos da variante ômicron continuar a subir. Nos últimos sete dias, segundo ele, a cidade registrou um aumento de 30% nos casos de covid-19, e a cepa tem 52% de prevalência na cidade.

Só na última quarta-feira (5), 53 mil pacientes procuraram os serviços com sintomas respiratórios. Com o aumento da procura por atendimento, a prefeitura também decidiu que a partir do próximo final de semana, todas as Unidades Básicas de Saúde e as unidades de Assistência Médica Ambulatorial passam a abrir aos sábados.

Desde setembro do ano passado, a capital paulista apenas para eventos com mais de 500 pessoas. Agora, a vacinação contra covid-19 passa a valer também para shoppings centers, bares, cinema e restaurantes. A utilização de máscaras ainda é obrigatória nesses locais.

Além do aplicativo do Conecte SUS, do Ministério da Saúde, em São Paulo o comprovante de vacinação pode ser acessado por meio do aplicativo , da gestão municipal. O passaporte da vacina comprova que você já tomou a primeira dose, completou o esquema vacinal ou recebeu a dose única do imunizante contra a covid-19. O aplicativo está disponível para todas as plataformas de celular.

Carnaval cancelado e casos subindo

Na tarde de ontem (6), a prefeitura de São Paulo anunciou o  neste ano, conforme se previa e como defendiam os principais blocos da capital. Contudo – e também contraditoriamente –, a cidade seguirá o modelo do Rio de Janeiro, que também cancelou a saída dos blocos mas manteve o carnaval confinado. Os sambódromos do Anhembi e da Sapucaí devem receber desfiles entre os dias 25 e 28 de fevereiro.

Depois de mais de 13 milhões de casos em uma semana, a pandemia do novo coronavírus avisa que está longe do fim. O mundo amanheceu, nesta sexta-feira (7), . A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para o aumento de 71% dos casos de covid-19 em uma semana no mundo, sendo 100% nas Américas. Segundo a OMS, 90% dos casos de maior gravidade de covid-19 no mundo são os de pessoas que não tomaram vacina. Portanto, a situação só não é pior por causa do avanço da vacinação.

O Brasil têm registros de pacientes que apresentaram coinfecção de  e do vírus de gripe influenza, o que tem sido. Pelo menos 24 moradores da cidade de São Paulo foram diagnosticados com gripe e Covid-19 ao mesmo tempo desde o início da pandemia, segundo dados divulgados, na última terça-feira (4), pela ecretaria da Saúde da capital.

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2022/01/sao-paulo-passaporte-vacina