Governadores do Nordeste esperam Sputnik já no começo de julho

São Paulo – O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou nesta terça-feira (15) que as primeiras doses da Sputnik V devem começar a ser distribuídas em julho entre os nove estados que fazem parte do Consórcio Nordeste. Ele se manifestou após reunião com outros governadores da região e representantes do Fundo Russo de Investimento Direto, responsável pela negociação da vacina contra a covid-19. O cronograma de vacinação deve sair ainda este mês.

“Reunião esta manhã com representantes do Fundo Soberano Russo, responsável pela vacina Sputnik V, e governadores do Nordeste. O fundo confirmou que enviará no início de julho as primeiras doses da vacina, e que entregará até o fim deste mês o cronograma de distribuição das doses”, disse Camilo Santana em sua conta no Twitter.

Inicialmente, o Brasil receberá 1 milhão de doses, do total de 37 milhões contratadas. Serão 300 mil para a Bahia, mais 192 mil para o Pernambuco e outras 183 mil para o Ceará. O Maranhão ficará com 141 mil e o Piauí com 66 mil, enquanto Sergipe terá 46 mil doses.

Reunião esta manhã com representantes do Fundo Soberano Russo, responsável pela vacina Sputnik V, e governadores do Nordeste. O Fundo confirmou que enviará no início de julho as primeiras doses da vacina, e que entregará até o fim deste mês o cronograma de distribuição das doses. pic.twitter.com/zErnPN8v59

— Camilo Santana (@CamiloSantanaCE) June 15, 2021

A Sputnik V recebeu da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no último dia 4, autorização excepcional e temporária de importação e distribuição. O uso, inicialmente, será restrito a apenas 4 milhões de doses, quantidade necessária para vacinar 1% da população brasileira ou 2 milhões de pessoas. Em abril, a agência havia rejeitado o pedido. Pouco depois, os governadores do Consórcio Nordeste solicitaram reavaliação anexando relatório da Federação Russa ao Ministério da Saúde.

Wellington Dias (PT), governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, afirmou, segundo o portal UOL, que esse lote inicial de 1 milhão de doses da Sputnik será distribuído entre os nove estados integrantes do grupo. Ele aproveitou para reafirmar a confiança na Sputnik.

“Eles têm experiência em países menores, como San Marino, que vacinou 75% da população e está praticamente sem infecção. Portanto é muito importante para salvar vidas no Brasil”, disse. Na última quinta-feira (10), o fundo russo afirmou que estudo realizado no Bahrein indica que a vacina é segura e 94,3% eficaz. Afirmam que os dados são do Ministério da Saúde do país, obtidos com 5 mil pessoas seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Wellington Dias (@wellingtondiasoficial)

Ainda nesta terça, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou que a cidade de Alcântara será a primeira do Brasil com 100% da população tendo tomado pelo menos uma dose de vacina. Ele informou ainda que a partir da próxima semana vai sortear prêmios para quem tomar a segunda dose em todo o estado. Dino vem promovendo eventos de vacinação coletiva, como os arraiais de vacinação, com aplicação em dezenas de milhares de pessoas. Em alguns municípios as doses já são para quem tem 25 anos de idade.

Arraial da Vacinação da Ilha vacinou 9.923 pessoas neste fim de semana. Ótimo resultado. Agradeço às equipes da saúde e aos grupos culturais. pic.twitter.com/EhEkGzorB0

— Flávio Dino 🇧🇷 (@FlavioDino) June 13, 2021

Fonte: www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2021/06/doses-sputnik-chegada-nordeste