Ministério volta atrás e recomenda suspensão da vacinação de adolescentes

O Ministério da Saúde recomendou nesta quinta-feira (16) a suspensão da vacinação contra Covid-19 de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. Em nota técnica, a pasta volta atrás e recomenda a imunização apenas de adolescentes nesta faixa etária que apresentem deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade.

A pasta cita orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e o fato de “a maioria dos adolescentes sem comorbidades acometidos pela Covid-19 apresentam evolução benigna”. “Os benefícios da vacinação em adolescentes sem comorbidades ainda não estão claramente definidos”, acrescenta o texto. 

A decisão foi em acordo com estados e municípios, que já vacinavam a população adolescente. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou somente o uso da vacina da Pfizer para a imunização do grupo.

A nota não informa uma diretriz para adolescentes que já tomaram a primeira dose. A Saúde havia recomendado a imunização do grupo em 2 de setembro.

“Destacamos que a orientação da NOTA TÉCNICA 36/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS estabelecia que os adolescentes sem comorbidades seria o último subgrupo elegível para vacinação e somente vigoraria a partir do dia 15 de setembro. Outrossim, reafirmamos que Estados e Municípios sigam as orientações do Programa Nacional de Operacionalização da Covid-19”, diz o texto.

Brasil 247 (Com informações da CNN Brasil).