Páscoa solidária: banco de sangue recebe doadores com caixas de chocolate – ViDA & Ação

Em seu simbolismo religioso, a Páscoa traz a esperança de uma vida nova. E esse significado traduz o mesmo propósito de quem pratica o gesto solidário de doar sangue: está trazendo a esperança de vida às pessoas que estão em tratamento e dependem desse precioso componente vital. Uma única doação pode salvar até quatro vidas!

E é com essa mensagem que o Banco de Sangue Serum está recebendo os seus doadores neste período de Páscoa, até 15 de abril, e os presenteando com uma caixa de bombons de chocolate. O objetivo é melhorar os estoques sanguíneos que se encontram com um déficit de 45%. Para regularizar os estoques e evitar atrasos ou impactos nos atendimentos, são necessárias 100 doações diárias.

Com os casos de Covid-19, a situação faz as doações se tornarem ainda mais urgentes. O Banco de Sangue Serum segue rigorosamente todos os protocolos de segurança contra a Covid-19 e por isso conquistou o selo Covid Free de Excelência, concedido pelo IBES – Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde, em reconhecimento por manter as melhores práticas de prevenção e enfrentamento da pandemia de coronavírus.

A unidade atende mais de 80 hospitais entre públicos e privados na região Central do Rio de Janeiro, Baixada Fluminense, Niterói e São Gonçalo. Recentemente mudou de endereço, e está localizada na Av. Marechal Floriano, 99, no Centro. O novo local dispõe de uma estrutura mais ampla acolhendo com o mesmo carinho e atenção todos os doadores. O banco de sangue funciona diariamente, das 7h às 18h; incluindo finais de semana e feriados. Telefones: (21) 3233-5950 | WhatsApp: (21) 99829-7417.

Com o decreto estadual do “superferiado” entre os dias 26 de março a 4 de abril, o Instituto Nacional de Câncer também já havia alertado a população sobre a importância da doação de sangue. Os estoques de sangue do Instituto, e de outros hemocentros, estão muito baixos e, por isso, o Inca pede que população se mobilize e doe de sangue neste período. Doadores voluntários são essenciais para o fornecimento de sangue seguro e constante.

No Inca, os tratamentos oncológicos continuam e muitos deles dependem de doações para o pleno sucesso terapêutico. Depois dos hospitais de emergência, o Inca é a unidade pública de maior movimento de pacientes no Rio de Janeiro. Além das cirurgias, os pacientes em tratamento quimioterápico ou radioterápico necessitam de transfusões de sangue e de plaquetas regularmente. O Serviço de Hemoterapia do Inca atende às necessidades das cinco unidades do Instituto.

O ideal para manter o estoque do Banco de Sangue do Inca regular são 70 coletas diárias. Atualmente, são coletadas menos de 30 bolsas por dia. De 2019 para 2020 as doações reduziram 17%. E, de 2019 para 2021, considerando de janeiro a março, a queda foi de 27%.

Um pouco de sangue ajuda muito. Um único doador pode ajudar até 4 pessoas. E aqueles que não podem doar sangue também podem contribuir, inspirando outras pessoas a doar e divulgando informações seguras sobre a constante necessidade de manter os estoques dos bancos de sangue abastecidos.

O Inca esclarece que doar sangue é seguro. Pessoas que já tiveram Covid-19 (sintomas leves) também podem fazer a doação, basta aguardar pelo menos 30 dias depois de cessarem todos os sintomas. Pessoas que apresentaram sintomas mais graves e que querem doar, precisam entrar em contato com o banco de sangue, antecipadamente, para uma avaliação.

Podem doar pessoas que têm entre 16 e 69 anos, pesarem mais de 50 quilos e estiverem em boas condições de saúde. Não se deve estar em jejum, mas é importante evitar alimentos gordurosos três horas antes da doação. Pessoas com febre, gripe ou resfriado não podem doar temporariamente, assim como as grávidas e as mulheres no pós-parto. É necessário apresentar documento com foto e os menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis.

O Banco de Sangue do Inca está localizado na Praça Cruz Vermelha, 23, 2º andar, Centro do Rio de Janeiro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 14h30 e aos sábados das 8h às 12h. No dia 02 de abril, o Banco de Sangue não funcionará. Mais informações pelos telefones: (21) 3207-1021 e (21) 3207-1580.

Shopping de Macaé presta homenagem a profissionais de saúde com visita do Coelho da Páscoa (Foto: Rui Porto Filho)

Os heróis da saúde de Macaé receberam reconhecimento e homenagem nesta Páscoa. Na quinta-feira (1), o Shopping Plaza Macaé distribuiu kit de chocolate aos profissionais da linha de frente da Covid-19, demonstrando todo respeito e gratidão pela sua dedicação ao salvar vidas e derrotar o coronavírus. A ação marcou ainda o lançamento do logo Social do Plaza Macaé ‘Sou do Bem’. um movimento colaborativo para unir as empresas e a sociedade civil.A entrega dos chocolates foi realizada em frente ao Hospital Público Municipal (HPM). Mais de 180 profissionais da saúde foram presenteados pelo Coelho da Páscoa com representantes da prefeitura e do shopping. Em seguida, a homenagem foi direcionada aos profissionais do Centro de Triagem Covid-19 (CTC), no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas.A entrega dos presentes de Páscoa foram marcados por muita emoção por parte dos profissionais da linha de frente do Covid-19. Foi escolhido um profissional de cada área para receber os mimos e distribuir com os colegas, sendo destacado um médico, um recepcionista, um enfermeiro e um da equipe de limpeza.

“A gente vive a tristeza do outro, sofre com o sofrimento das famílias. Esses chocolates representam pra mim a esperança de dias melhores”, disse a enfermeira Luciana Henriques. “Lembrar da gente neste momento tão difícil foi muito nobre, e esse presente veio  aliviar o nosso fardo”, comentou o maqueiro Everton Freitas. “Neste momento tão difícil que estamos vivendo, este carinho significa uma abraço na alma de cada um que está trabalhando nessa luta”, declarou a diretora administrativa do HPM, Ivonilce Drumond, mais conhecida como Bizuca.

Voluntários da Cruz Vermelha entregam doces e mensagens de gratidão m hospitais de BH (Foto: Luciana Pordeus)

A Cruz Vermelha MG promoveu homenagens aos profissionais da saúde em Belo Horizonte, na troca de plantão dos hospitais Julia Kubitschek e Santa Casa. Os mais de 40 voluntários da ação, batizada de #Frente do bem, entregaram doces e mensagens de agradecimento e gratidão pela atuação de todos que estão na linha de frente da Covid-19. Às 18h30, o time volta à ativa, para presentear mais profissionais nos hospitais Eduardo de Menezes, Odilon Behrens e Instituto Médico Legal.

Além disso, a #FrentedoBem promete ainda surpreender e emocionar nossos heróis. Inúmeros prédios e cartões postais da capital mineira serão palco de projeções gigantescas, que trarão mensagem de agradecimento e apoio aos mais de oito mil médicos, enfermeiros, auxiliares e demais profissionais que estão lutando bravamente pela vida dos pacientes acometidos pela Covid-19.

O Mineirão, símbolo do futebol mineiro e cartão postal de Minas Gerais, um dos maiores estádios do Brasil vai participar da #FRENTEDOBEM com uma mensagem iluminada de solidariedade. A partir das 17h e pela noite à fora, o Mineirão será completamente colorido de vermelho. Depois da iluminação especial, o espaço receberá frases projetadas feitas pelas pessoas pelo @cruzvermelhabrasileiramg.

Outros prédios da capital também receberão as mesmas luzes vermelhas, fortalecendo a corrente, entre eles o Complexo Cultural Presidente Itamar Franco, que abriga a Sala Minas Gerais, Casa da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, a sede da Rede Minas de Televisão e Rádio Inconfidência, além da sede do Banco Inter, também parceiro da ação, na avenida Barbacena 1219, Santo Agostinho.

As mesmas mensagens também serão projetadas à noite nos seguintes pontos da capital: Às 18h, no Hospital Odilon Behrens; às 18h40 na Praça Sete de Setembro; às 19h20 no Terminal JK; às 20h na Praça da Savassi; às 21h30 no Belvedere, em frente ao Posto Fernanda. Além das frases de amor, a ação também irá projetar nos prédios informações de saúde e prevenção para a população voltadas ao combate à Covid-19.

OUTRAS INICIATIVAS

A Páscoa é também um momento especial para crianças e adultos. Na pandemia, com a pressão do dia a dia, comemorar datas especiais tem ganhado ainda mais significado. Como em anos anteriores, a Mondelez Brasil – dona de marcas como Club Social, Trident, Halls, Bis e Lacta – realizou doações de ovos para o Estado do Paraná, que foram direcionados para casas lares e crianças em vulnerabilidade social de sete bairros de Curitiba.

Além da tradicional Páscoa Solidária Lacta, a empresa auxiliou na abertura de 28 leitos de UTI no Paraná A empresa anunciou o investimento de R$ 2 milhões que serão revertidos em ações sociais e de saúde para auxiliar no combate dos impactos causados pela pandemia. A iniciativa amplia a tradicional Páscoa Solidária Lacta e tem como objetivo levar um pouco da magia da Páscoa para diversas pessoas espalhadas pelo Brasil.

Em 2021, a empresa já doou, entre janeiro e março, 34 toneladas de alimentos distribuídos pelo país em parceria com Mesa Brasil e instituições parceiras da companhia para atender famílias em vulnerabilidade social. Além de produtos, serão mais de 45 mil ovos de Páscoa distribuídos.

Para o Estado do Paraná, foram destinados mais de dois mil ovos de chocolates. Uma parte deles, fazem parte da Campanha Páscoa Solidária, realizada pela Superintendência de Ação Solidária em parceria com a Defesa Civil do Paraná. Os mais de 1.600 ovos de chocolates, serão destinados para 163 casas lares de 125 municípios do Paraná.

Em Curitiba e Região Metropolitana as doações ocorrerem desde segunda-feira (29) para 38 crianças da Casa Acridas (Associação Cristã de Assistência Social) e da Casa do Pai, que acolhe meninos e meninas em situação de risco social e familiar há mais de 26 anos. Outros 504 ovos, farão a diferença na Páscoa de crianças em vulnerabilidade social de sete bairros de Curitiba. A ONG Vovô Vitorino, atua no Tatuquara há mais de 29 anos e realiza trabalhos sociais na região.

No ano de 2020 a companhia realizou a doação R$5,3 milhões de reais que resultaram em 100 mil EPIs e 7 mil litros de sanitizantes para produtores de cacau em todo o Brasil. Também foram doadas 300 toneladas de alimentos para 14 estados atendidos pelo banco de alimentos Mesa Brasil SESC e diversas outras instituições que atendem famílias em situação de vulnerabilidade social.

No total serão 200 mil máscaras, 1.750 testes rápidos de Covid-19 e 30 monitores para UTI distribuídos entre os Governo Estadual do Paraná e o município de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco, locais que abrigam as duas fábricas da Mondelēz no Brasil. Os 28 monitores de UTI comprados pela empresa ajudaram a abrir leitos de UTI no Paraná, segundo a Secretaria de Saúde do Estado. A companhia também fez a doação de 250 oxímetros destinados ao estado do Espírito Santo.

Clubinho da Kaká, série de desenhos animados voltada para crianças, preparou um episódio especial para celebrar a Páscoa. O vídeo já pode ser conferido no canal do YouTube do Clubinho.  O episódio mostra toda a preparação do coelhinho antes do domingo de Páscoa e também o momento especial da procura das crianças pelos ovinhos.

A nova produção foca na diversão das crianças pela busca dos ovos que o coelhinho deixou espalhados pela casa. Todos os pequenos acordam eufóricos no domingo de Páscoa, buscam um mapa para descobrir mais detalhes sobre os esconderijos e seguem as pegadas deixadas pelo coelho.

Além disso, para marcar a data, haverá uma doação de ovos de páscoa para a casa de apoio Amiguinhos de Cristo (Arlindo Almiro Frank, 247 – Estância Velha, RS), que atende cerca de 52 crianças, no município de Estância Velha, que atende 50 crianças. O lugar serve de apoio para famílias em situação de vulnerabilidade social e, na Páscoa deste ano, será palco dessa surpresa. Junto com os chocolates, os pequenos também serão presenteados com um livrinho de colorir do Clubinho da Kaká.

Todos os episódios do Clubinho da Kaká são musicais e trazem elementos lúdicos, que pretendem despertar a imaginação e a criatividade das crianças. As produções, que são voltadas para crianças de zero a cinco anos de idade, perpassam temas educativos como as cores, números, vogais, animais, corpo humano, sentimentos, hábitos saudáveis, entre outros assuntos que auxiliam no desenvolvimento infantil.

Com Assessorias

Fonte: www.vidaeacao.com.br/pascoa-solidaria-banco-de-sangue-caixa-de-chocolate