Rio inaugura Bosque da Memória em homenagem a vítimas da Covid-19 – ViDA & Ação

Os Bosques da Memória do Rio de Janeiro, projeto apoiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em homenagem às vítimas da Covid-19 e aos profissionais de saúde, serão inaugurados neste fim de semana com plantios simbólicos na Alameda Sandra Alvim, no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste da cidade. A iniciativa conta com o apoio da Fundação Parques e Jardins (FPJ) que viabilizou 43 mudas de árvores para serem plantadas pelos familiares das vítimas em uma área verde de 600 m².

Cada família escolheu uma espécie para plantar e as árvores serão identificadas com o nome da pessoa falecida, representando as mais de 25 mil vidas perdidas no Rio e os mais de 45 mil profissionais de saúde da cidade. A inauguração será realizada em duas cerimônias durante o fim de semana para evitar aglomerações. As cerimônias acontecerão no sábado (12) e no domingo (13), das 10h às 11h30, com celebrações ecumênicas e a presença do projeto sinfônico A Quarta Corda, formada por crianças de comunidades.

Pode Falar dá voz a adolescentes e jovens

O Unicef, em parceria com outras instituições brasileiras, como o Centro de Valorização da Vida (CVV), lançou o programa Pode Falar, um canal anônimo de escuta, destinado a adolescentes e jovens entre 13 e 24 anos, com o objetivo de reduzir a violência e abuso infantojuvenil, autolesões, tentativas e finalizações de suicídio. www.podefalar.org.br

Fonte: www.vidaeacao.com.br/rio-inaugura-bosque-da-memoria-em-homenagem-a-vitimas-da-covid-19