Transamerica Comandatuba: como é o resort all inclusive na Bahia

Não é incomum ouvir os funcionários do chamando os hóspedes pelo nome. Tampouco ver bartenders preparando drinques que sequer estão no menu antes mesmo do sujeito fazer o pedido. “O de sempre?”, eles se antecipam, com um sorriso no rosto. Essa proximidade (sempre respeitosa) no trato é reflexo não só do serviço atencioso que é marca registrada do resort, mas também de sua tradição. São muitos os que trabalham no Transamerica desde a inauguração, em 1989, e que, inevitavelmente, acabaram criando laços com hóspedes que voltam de tempos em tempos. “Tem gente que faz questão de vir uma vez por ano”, me contou a concierge Sandra Espínola. Alguns desses habitués passaram férias ali durante a infância e agora retornam com os filhos, o que deu origem a uma espécie de tradição: diferentes gerações da família tiram foto junto com o leão de madeira que decora a recepção.

Por outro lado, os mais de 30 anos de existência, somados à uma pandemia, estão começando a pesar no que diz respeito à decoração e manutenção. Consciente disso, o Transamerica Resort Comandatuba deu início em 2022 a um programa de revitalização das suas áreas sociais. O pontapé foi a piscina central, de mais de mil metros quadrados, que reinaugurou em junho com seis pontos de hidromassagem e iluminação noturna que muda de cor. Ela foi rodeada de novos banheiros, pontos de tomada USB, espreguiçadeiras com tecidos náuticos e um cantinho com seis colchões posicionados em ilhas secas para tomar sol em frente à uma queda d’água. Ainda que estejamos na Bahia, a climatização da piscina, principalmente no inverno, seria algo bem-vindo. Outras novidades são a academia, que passou por uma reforma, e os novos enxovais de cama e banho.

Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Cantinho novo na piscina do resort. Transamérica Resort Comandatuba/Divulgação

Os pacotes com aéreo comercializados pelo próprio resort e por agências de viagem são uma mão na roda. Do Aeroporto de Congonhas, em , e de Confins, em , partem voos fretados da e da com destino à pista de pouso do Transamerica Resort Comandatuba em Una, no sul da Bahia. Após o voo de duas horas e de uma hora e meia, respectivamente, os hóspedes desembarcam do avião e na sequência entram numa van. São só dez minutos até chegarem ao píer, onde sai um barco que faz a travessia do rio que separa o continente da Ilha de Comandatuba. Cinco minutos depois, eles já estão nos domínios do resort. A maior comodidade é que, durante todas essas etapas, não é preciso se preocupar com as malas. Depois de despachar a bagagem no aeroporto, o viajante só a vê novamente, esterilizada, já dentro do quarto. Para quem não vai de voo fretado, a experiência não é tão redonda, mas também não chega a ser ruim. É preciso desembarcar no precário Aeroporto de Ilhéus, recolher as malas na esteira e então pegar a van do resort até o píer em Una, trajeto que leva cerca de uma hora e meia.

Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
O barco que faz a travessia do rio. Bárbara Ligero/Arquivo pessoal

No píer do outro lado do rio, baianas recebem os hóspedes com toalhas e água de coco. Depois de se refrescarem, eles embarcam no trenzinho que circula pelo complexo: o resort ocupa 5 dos 25 quilômetros de extensão da Ilha de Comandatuba e possui um paisagismo composto por mais de 25 mil coqueiros. Do píer, existem dois caminhos possíveis. Seguindo para a direita, passa-se em frente ao enorme centro de convenções antes de chegar ao coração do resort onde ficam os apartamentos e as suítes, os restaurantes, as piscinas, as quadras de areia e o trecho de faixa de areia com serviço de praia. Quem segue para a esquerda tem acesso aos bangalôs, ao spa, ao kid’s club, ao complexo esportivo e ao centro de atividades aquáticas.

Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
O “trenzinho” transporta os passageiros dentro do complexo. Bárbara Ligero/Arquivo pessoal

O piso de lajota de cerâmica com rejunte à mostra, o granito cinza revestindo todo o banheiro e as cadeiras de plástico na varanda são alguns dos elementos que tornam um pouco datada a decoração dos 363 quartos do resort, ainda sem planos de reforma. Por outro lado, os móveis com detalhes em palha têm o seu charme, assim como as almofadas com estampas coloridas.

Outra coisa para ter em mente é que a lógica de “quanto mais caro, melhor” não se aplica sempre por aqui. Apesar de serem mais econômicos, os apartamentos e as suítes são a melhor opção para quem não abre mão de praticidade, já que ficam no bloco principal, junto com os restaurantes e logo em frente às piscinas. As contradições continuam no que diz respeito às subcategorias.

Tanto o apartamento standard quanto o apartamento luxo são capazes de acomodar dois adultos e duas crianças – o luxo só é um pouco maior. Porém, pequenas diferenças na decoração fazem com que os apartamentos standard da ala sul tenham uma aparência mais moderna do que os apartamento luxo em geral.

Apartamento Standard, Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Apartamento Standard, Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Dica: os apartamento standard da ala sul tem uma aparência um pouco mais moderna. Transamerica Resort Comandatuba/Divulgação

Já os apartamentos premium têm tamanho equivalente aos apartamentos luxo, mas limitam a ocupação a dois adultos e somente uma criança. Por outro lado, eles dão direito a uma série de upgrades, como máquinas de café Nespresso, fruteira com reposição diária, kit de boas vindas infantil, café da manhã servido no quarto, early check-in e late check-out mediante disponibilidade, upgrade de translado regular para privativo e uma massagem de 30 minutos por adulto.

Esse pacote de serviços exclusivos também são disponibilizados para quem se hospeda na suíte família e na suíte premium. Ambas tem praticamente o dobro do tamanho dos apartamentos e possuem uma sala de estar separada do dormitório. A diferença entre elas é que a suíte família acomoda até três adultos e duas crianças, enquanto a suíte premium recebe no máximo dois adultos ou um adulto e uma criança.

Suíte Família, Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Suíte Família, Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Em algumas suítes, a lajota de cerâmica dá lugar a um piso mais claro. Transamerica Resort Comandatuba/Divulgação

Os bangalôs ficam em um canto mais tranquilo do resort, próximo às atividades esportivas, mas é preciso ter em mente que será preciso caminhar até 500 metros ou aguardar a chegada do trenzinho para ir até o bloco principal, onde ficam as piscinas e os restaurantes. São quatro categorias de bangalôs, que nem sempre garantem mais espaço que um apartamento ou uma suíte.

O bangalô standard é ainda menor que um apartamento standard e recebe no máximo duas pessoas. O bangalô luxo, também menor que um apartamento luxo, acrescenta uma sala de estar separada do dormitório e acomoda quatro pessoas (pelo menos uma delas deve ser uma criança). A diferença de tamanho só se torna significativa no bangalô família, para até quatro pessoas, e no bangalô premium, para até seis. Ambos possuem sala de estar, mesa de jantar e escrivaninha e dão direito ao já mencionado pacote de serviços exclusivos. Além disso, eles ficam um pouco mais próximos do bloco principal do resort.

Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
A maioria dos banheiros é totalmente revestida de granito… Transamerica Resort Comandatuba/Divulgação
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
… mas algumas unidades mais recentes ganharam revestimento verde. Se preferir uma decoração ou outra, vale pedir no momento da reserva. Transamerica Resort Comandatuba/Divulgação

Com mar marrom e um pouco agitado, a praia está longe de figurar entre as mais bonitas da , mas tem uma faixa de areia ladeada por coqueiros bastante agradável para caminhadas – só fique atento para não pisar nos siris. Quiosques de sapé e espreguiçadeiras de plástico ficam à disposição dos hóspedes na areia, mas um pouco antes de chegar à praia em si há um gramadão com convidativas day beds suspensas que, de quebra, ficam bem do lado dos drinks do Quiosque da Praia. Também é nessa porção do resort que estão as quadras de areia, que têm sido usadas principalmente para o esporte do momento, o beach tennis. Elas são iluminadas e, por isso, há quem fique jogando ali até tarde da noite.

Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
As day beds suspensas de frente para o mar, acima da faixa de areia. Transamérica Resort Comandatuba/Divulgação Continua após a publicidade

Os hóspedes acabam se concentrando em torno da piscina principal, que foi reinaugurada em junho de 2022: com 1.200m², ela se espalha de forma orgânica pelo terreno, formando várias baías e com profundidades diferentes. Mas as crianças preferem ficar em uma piscina menor logo ao lado, que é rasinha e possui um toboágua. Acima dela há uma piscina semi-olímpica, mais tranquila. Ao longo do dia, essa parte do resort é cenário para hidroginástica, alongamentos, treinos funcionais e outras atividades organizadas pelos monitores para os adultos.

Na outra ponta do complexo estão as quadras poliesportivas, os campos de futebol, as (muitas) quadras de tênis e o espaço para praticar arco e flecha. Ali também fica o centro náutico, que organiza diferentes atividades realizadas no rio e pagas à parte, como esqui aquático, wakeboard, stand up paddle, caiaque e passeios de lancha que levam até o ponto onde o rio encontra o mar. Vale a pena estar nessa parte do resort no final do dia, para assistir ao pôr do sol dali.

Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Pôr do sol no canal que separa a Ilha de Comandatuba do continente. Bárbara Ligero/Arquivo pessoal

O resort ainda aluga bicicletas, para circular pelo complexo, e quadriciclos, usados em passeios de 90 minutos pelas partes mais isoladas da praia. Outra atividade interessante é o passeio pela plataforma de madeira construída sobre o manguezal. Com o acompanhamento de um biólogo, os hóspedes aprendem sobre o funcionamento desse ecossistema e suas espécies, com destaque para o caranguejo-uçá.

No canto mais recôndito do resort, o spa utiliza produtos (cheirosíssimos) da marca baiana Avatim, à base cupuaçu, coco e outros ingredientes locais. Os tratamentos, que também não estão incluídos na diária, dão direito a usar uma piscina com jatos de hidromassagem.

Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamérica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Uma das salas de tratamento possui banheira de hidromassagem. Transamérica Resort Comandatuba/Divulgação E o golfe?

O Transamerica Resort Comandatuba possui um campo de golfe de 18 buracos ao lado da praia que sediava importantes torneios nacionais. No entanto, ele foi desativado durante a pandemia e ainda não voltou a funcionar.

O café da manhã acontece no Restaurante Giardino, com vista para a piscina, das 7h às 11h. Encerrado o café, petiscos são colocados à disposição dos hóspedes no Restaurante da Praia, bem ao lado da piscina. Geralmente há espetinhos, batata frita, pizzas e quitutes baianos, como acarajé e tapioca, até às 17h. Um buffet de almoço costuma ser servido no Restaurante Giardino das 12h30 às 15h. Porém, quando a ocupação do resort está baixa, o almoço acontece no Restaurante da Praia com pratos à la carte, para que não haja desperdício de comida. Às 17h, é montada uma mesa de chá da tarde próxima à recepção que permanece noite adentro. As comidas vão sendo substituídas e a mesa continua com lanchinhos para matar a fome até 5h da manhã. Há um buffet de jantar no Restaurante Giardino das 19h às 22h, mas existe também a possibilidade de comer em um dos restaurantes temáticos do resort, que devem ser reservados com antecedência e só funcionam durante a noite. São eles o Alecrim, de massas, risotos e frutos do mar, o Nami Sushi, de comida japonesa, o Oliva, de pizzas assadas no forno a lenha, e o imperdível Restaurante do Canal, que fica de frente para o rio, ao lado do píer, e serve comidas baianas como moqueca e bobó de camarão. O sistema all inclusive prevê um jantar temático nas hospedagens de cinco noites e dois jantares temáticos nas de sete noites, mas em períodos de baixa ocupação vale tentar checar a disponibilidade dos restaurantes especiais com o concierge.

Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Petiscos servidos durante toda a tarde no Restaurante da Praia. Transamerica Resort Comandatuba/Divulgação

Com comidas sendo servidas quase 24 horas por dia, come-se muito no Transamerica Resort Comandatuba. Porém, é importante ter em mente que não se tratam de pratos altamente criativos ou elaborados, mas simples e bem executados. Nesse sentido, o diferencial do sistema all inclusive está mesmo nas bebidas: só a carta de cerveja possui mais de vinte rótulos nacionais e importados. Também não há miserê nos destilados: o whisky é Johnnie Walker Black Label, a vodka é Absolut, o gin é Tanqueray e Bombay Sapphire e há espumantes do Brasil, da Argentina, do Chile e da Espanha. Os baristas, vale avisar, podem preparar drinks que não estão no menu, ao gosto do hóspede. As bebidas começam a sair logo de manhã do Deck Bar, integrado à piscina, e do Quiosque da Praia, mais perto da areia. À noite, bebe-se nos bares Capitania e Carambola, próximos à recepção.

O kid’s club deixa a desejar: tem poucos brinquedos e fica longe do bloco principal do resort, mais próximo dos bangalôs e do complexo esportivo. Ali há uma pequena piscina infantil, mas as crianças (e os pais) acabam preferindo ficar na piscina rasa com toboágua, que é mais perto do agito e dos restaurantes. Como o mar não é dos mais calmos, as atividades na praia se limitam a construir castelos de areia.

Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
A piscina favorita das crianças, em frente ao bloco principal do hotel, é rasinha e tem toboágua. Bárbara Ligero/Arquivo pessoal

Por isso, o entretenimento fica nas mãos principalmente da equipe de monitores, intitulada de “Comandaturma”, que divide a garotada em quatro grupos. Os de quatro a seis anos participam de atividades lúdicas e oficinas, enquanto os de sete a nove já são envolvidos em brincadeiras mais competitivas ou com enigmas. Dos dez aos doze anos, o foco passa a ser em esportes e gincanas, e dos treze em diante, a ideia é mais dar aquele “empurrãozinho” na socialização dos adolescentes. Durante o check-in, os menores de idade recebem pulseiras que identificam quem tem autorização ou não para circular sozinho pelo resort. As crianças podem almoçar e jantar no Restaurante Beijú, com menu pensado especialmente para elas.

Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
Transamerica Resort Comandatuba, Bahia, Brasil
As crianças podem fazer as refeições, com ou sem monitores, no restaurante infantil. Bárbara Ligero/Arquivo pessoal

As famílias com bebês podem preparar mamadeiras e papinhas na copa baby, aberta 24 horas por dia com microondas, geladeira, cadeirinhas de alimentação, frutas e leite. Só há uma no complexo e ela fica mais próxima dos quartos da ala norte. O resort disponibiliza cadeirinhas, berços e grades protetoras para a cama de forma gratuita, mas é preciso pagar uma taxa única de R$ 100 para usar os carrinhos de bebê, que estão novinhos.

O Transamerica Resort Comandatuba também sedia alguns eventos específicos ao longo do ano. Nas férias de julho, acontece o , acampamento de futebol para toda a família em parceria com o ex-jogador e comentarista esportivo Caio Ribeiro. Em 2022, participaram do evento os jogadores Michel Bastos, Elano e Fábio Luciano. Já o é uma espécie de Carnaval fora de época que transforma o complexo em uma enorme balada, durante três dias entre setembro e outubro, com festas na piscina ao som de DJs e shows. Na edição desse ano, estão confirmadas as presenças de Alexandre Peixe e Bell Marques.

      Continua após a publicidade

              Fonte: viagemeturismo.abril.com.br/brasil/transamerica-comandatuba-como-e-o-resort-all-inclusive-na-bahia