Latam anuncia nova rota de voos e inclui Teresina

Teresina foi uma das cidades anunciadas com as novas rotas de voos da Latam Airlines Brasil, que aposta no Nordeste para o aumento da oferta. A companhia aérea divulgou 10 novas rotas e um novo destino, Comandatuba, na Bahia, para os meses de julho a setembro, com início das vendas já nesta quarta-feira (2).

A novidade traz a ligação dos voos de Fortaleza para a capital Teresina. Serão 7 voos diretos por semana a partir do dia 1º de julho operados com aeronaves Airbus A320, que acomodam 162 passageiros em Economy e 8 em Premium Economy. As passagens estão disponíveis no site da empresa, com preços a partir de R$ 261,14, sendo com ida e volta com taxas inclusas.

Flávio Nogueira Júnior, gestor da pasta do Turismo no Estado, ressalta que essa é uma boa notícia para o setor. “As empresas aéreas voltam a investir em rotas brasileiras. Aos poucos vamos retomando o turismo, de forma responsável e consciente. Com a pandemia, muitos roteiros haviam sido cancelados, mas o setor turístico está apostando no turismo interno para que possamos reaquecer a economia. Passo importante para o turismo e uma oportunidade impar de alavancarmos o turismo no Piauí também”, comemora Flávio Júnior.

Com as novas rotas que incluem ainda Natal, Maceió, Recife, Belém, a LATAM deve ultrapassar a média de 250 voos diários no Brasil em junho e totalizar 91 rotas. Em maio de 2019, antes da pandemia, eram 115 rotas. A decisão reforça a visão mais otimista da LATAM para os próximos meses, uma vez que a procura por viagens aéreas dentro do Brasil vem aumentando gradualmente com a expectativa de celeridade no processo de vacinação contra a covid-19. Na última semana, a LATAM já iniciou a contratação de 750 tripulantes no País.

“Há poucos dias dissemos que projetamos voltar a operar mais de 90% da nossa capacidade no Brasil até dezembro deste ano. Estamos avançando nesse sentido. A LATAM está muito sintonizada com a mudança do perfil do passageiro que já começa a alavancar a retomada do setor aéreo brasileiro. Teremos mais turistas visitando o Nordeste e menos viajantes a negócios na ponte aérea Rio-São Paulo”, finaliza Diogo Elias, diretor de Vendas e Marketing da LATAM Airlines Brasil.