Setur apoia pesquisa realizada por ministério sobre retomada de viagens

O Ministério do Turismo realizou uma pesquisa para ouvir os brasileiros sobre a possibilidade de retomada das viagens no país. O questionário anônimo foi feito de forma virtual e tinha o objetivo de saber a intenção das pessoas em fazer viagens de lazer nos próximos meses, além de ainda ouví-las sobre a percepção de segurança diante do cenário da pandemia do novo coronavírus. Os resultados serão divulgados ainda este mês.

Para o secretário estadual de Turismo do Piauí, Flávio Nogueira Júnior, a medida é acertada tendo em vista a importância do setor para a economia do país. “O turismo é um setor que movimenta uma cadeia muito grande da nossa economia. Estão envolvidos hospedagens, empresas de transporte, seja área, ferroviária ou rodoviária, além do segmento de bares, restaurantes e passeios. Sondar o consumidor para captar sua opinião sobre essa retomada, é fundamental para que sejam planejadas as ações de fomento”, comentou.

Com as respostas em mãos, a ideia é elaborar políticas públicas de suporte para o setor. No questionário, os consumidores eram instigados a responder a perguntas como o quanto se sentem seguras em estar em aeroportos, hotéis, resorts, entre outros. Flávio Júnior lembrou ainda que, quando da autorização da retomada das atividades ligadas ao turismo, foi lançado o Selo Turismo Responsável. “Os estabelecimentos que receberam esse Selo foram aqueles que comprovaram que cumprem os protocolos específicos para a prevenção da Covid-19. Um dado importante para subsidiar a escolha do turista sobre frequentar determinado estabelecimento”, pontuou.

No Piauí, segundo dados do Ministério do Turismo, são 201 estabelecimentos com o Selo. Além disso, o órgão tem trabalhado uma campanha publicitária com o slogan “Viaje com Responsabilidade e Redescubra o Brasil”, para acelerar a retomada do setor em todo o país, de forma responsável e segura.

Flávio Júnior lembrou ainda que, paralelo à pesquisa, o Mtur destinou recursos de mais de R$ 8 milhões estados para que seja trabalhada a promoção e divulgação dos roteiros. “O Piauí recebeu aproximadamente R$ 450 mil para realizarmos essas campanhas, onde faremos vídeos promocionais mostrando nossos destinos turísticos, voltados não apenas para quem é de outro Estado, mas também incentivando o turismo interno”, finalizou.